Idioma

Diretoria

Em ...

Diretoria

Em ...

News Image

Diretoria

Em Bevre...

News Image

Diretoria

Em Bevre...

Prev Next

Edital n01-2013 - Assemblia Ordinria

Edital n01-2013  - Assemblia Ordinria

Edital de Convocao Ordinria Convoco os membros da FUNDAO PR-CONSTRUO DA PONTE INTERNACIONAL ALBA POSSE / PORTO MAU, para reunirem-se no prximo dia 09 de Maio de 2013, s 18:00 horas,...

Continuar Lendo

Edital n01- 2013 - Extraordinria

Edital n01/2013 - Convocao para Assemblia Extraordinria A FUNDAO PR-CONSTRUO DA PONTE INTERNACIONAL ALBA POSSE / PORTO MAU, CNPJ n 01.855.842/0001-98, por seu presidente AIRTON BERTOL DA SILVA, nos termos de estatuto...

Continuar Lendo

Convite Reunio com a Consultora da Ponte!

Convite Reunio com a Consultora da Ponte!

CONVITE As entidades, Fundao Pr-Construo da Ponte Internacional Alba Posse Porto Mau, Prefeitura Municipal de Porto Mau, Municipalidad de Alba Posse e Fundao Zona Centro de Ober. Tem a honra de...

Continuar Lendo

Edital de Convocao Ordinria

Edital de Convocao Ordinria

Edital de Convocao Ordinria Convoco os membros da FUNDAO PR-CONSTRUO DA PONTE INTERNACIONAL ALBA POSSE / PORTO MAU, para reunirem-se no prximo dia 22 de junho de 2011, s...

Continuar Lendo

Recorde de Veculos na Aduana

" alt="Recorde de Veculos na Aduana" style="width:160px;height:120px;margin:3px 5px 3px 5px;" />

RECORDE DE VECULOS NA ADUANA DE PORTO MAUA No dia 21 de abril de 2011, feriado nacional de Tiradentes houve o maior fluxo de veculos da histria num s...

Continuar Lendo

Movimento do Porto de Alba Posse Porto Mau

Movimento do Porto de Alba Posse Porto Mau

ANO 116 N 113 - CORREIO DO POVO - PORTO ALEGRE, SEXTA-FEIRA, 21 DE JANEIRO DE 2011 Porto Mau Fluxo mais intenso na Aduana No ano passado, 57.789 veculos cruzaram a...

Continuar Lendo

Como foi a abertura do envelope da licitao Pr-Ponte Internacional

Como foi a abertura do envelope da licitao Pr-Ponte Internacional

No dia 04 de novembro de 2010, na cidade de Foz do Iguau / PR, reuniu-se o Comit de Licitao da Comisso Binacional Brasil / Argentina, para construo das novas...

Continuar Lendo

Construo de barragens ir atingir 19 municpios na regio

Construo de barragens ir atingir 19 municpios na regio

Eletrobrs, divulgao Devem ser concludos em dois anos os estudos de engenharia e ambientais do projeto das barragens Garabi e Panambi, que sero construdas nos municpios de Garruchos e...

Continuar Lendo

reas de fronteira disputam ponte internacional

reas de fronteira disputam ponte internacional

reas de fronteira disputam ponte internacional A abertura do ltimo envelope do edital que definir a empresa responsvel pelo estudo de viabilidade de uma ponte internacional na fronteira do...

Continuar Lendo

Lanado editalde Garabi-Panambi - 10/01/2011

A Eletrobras, em parceria com a empresa argentina Emprendimientos Energticos Binacionales S.A. (Ebisa), concluiu o estudo do inventrio hidroeltrico da bacia hidrogrfica do rio Uruguai, na fronteira entre...

Continuar Lendo

Caron diz que nova ponte Brasil-Argentina fortalece integrao

Fruto de um acordo entre o presidente Lula e a presidente da Argentina, Cristina Kirchner, uma nova ponte internacional ser construda na fronteira do Rio Grande do Sul...

Continuar Lendo

Ponte Internacional Porto Mau/Alba Posse volta a ser debatida

Deputado Fontana intermediou audincia sobre Ponte Internacional na regio Alfredo Nascimento garante que o DNIT atuar a partir de setembro nos estudos da obra A luta pela Ponte Internacional ligando Brasil...

Continuar Lendo

Analize Comparativa das Pontes

Viabilidade Econmica:


Com base nas premissas estabelecidas para a anlise de viabilidade econmica dos empreendimentos, bem como dos resultados obtidos com as simulaes realizadas, a comparao das alternativas de ligao viria Brasil Argentina apresenta-se da seguinte forma:

a) As taxas internas de retorno da Ponte Alba Posse Porto Mau so mais atrativas que as de Porto Xavier San Javier, conforme quadro abaixo:

Advertncias:

1.- Os nmeros da tabela acima devem ser observados dentro do contexto global expressado neste relatrio

2.- No devem ser analisados como comparao direta, uma vez que so originrios de estudos anteriores com critrios e nveis de detalhes diferentes. Sua anlise deve ser vertical, ou seja, para cada ponte isoladamente.

3.- A execuo das recomendaes expressas no item 3.2 deste Relatrio podem alterar de forma imprevisvel os valores absolutos deste quadro.

Enquanto a TIR da Ponte Alba Posse - Porto Mau, na hiptese pessimista (menor fluxo de veculos), com investimento bsico (US$ 15,6 milhes) e menor tarifa (igual ao preo atual da balsa), atingiu a taxa de 13,36% ao ano; a TIR da Ponte Porto Xavier San Javier foi de 4,05% para hiptese semelhante e investimento bsico de R$ 20,3 milhes.

Analogamente, a TIR da Ponte Alba Posse - Porto Mau, na hiptese pessimista (menor fluxo de veculos), com investimento bsico (US$ 15,6 milhes)

e maior tarifa (100% maior que o preo atual da balsa), atingiu a taxa de 16,40% ao ano; a TIR da Ponte Porto Xavier San Javier foi de 4,68% para hiptese semelhante e investimento bsico de R$ 20,3 milhes.

Na hiptese otimista (maior fluxo de veculos estimado), mantendo os mesmos nveis bsicos de investimento e considerando a menor tarifa de pedgio (igual ao preo da balsa), a TIR da Ponte Alba Posse - Porto Mau atingiu a taxa de 20,18% contra 6,10% da Ponte Porto Xavier San Javier. No caso da hiptese otimista, porm considerando a maior tarifa de pedgio (100% maior que o preo atual da balsa), a TIR da Ponte Alba Posse - Porto Mau atingiu a taxa de 23,80% contra 6,66% da Ponte Porto Xavier San Javier.

Com base nas premissas formuladas, a estimativa das Taxas Internas de Retorno dos empreendimentos demonstra maior atratividade para a Ponte Alba Posse Porto Mau, uma vez que a TIR da Ponte Porto Xavier San Javier atinge, no mximo, 30% da TIR da Ponte Alba Posse Porto Mau em todas as simulaes realizadas.

a) Anlise de Dependncia:

Nesse estudo comparativo fica evidenciado a maior dependncia da Ponte Internacional Alba Posse - Porto Mau quanto ao trfego de veculos leves com origem na rea de abrangncia. Dada a estrutura econmica regional, caracterizada por uma demanda reprimida nas expectativas de integrao, negcios, explorao turstica e, ainda, ampliao dos laos familiares, conforme ressalta os resultados das pesquisas realizadas, consubstancia o enfoque regionalizado desse empreendimento.

No caso da Ponte Internacional Porto Xavier - San Javier, a maior dependncia ao trfego comercial significativa. Isto porque a caracterstica regional vicinal no apresenta as mesmas correlaes econmicas evidenciadas na regio de Porto Mau e, ainda, o fato dessa passagem j possuir um histrico importante de fluxo de veculos de carga.

6.2 Benefcios aos Usurios:

O benefcio aos usurios pela construo dessas pontes em substituio balsa hoje existente fica evidenciado com as pesquisas realizadas, principalmente quando ficou constatada a aceitao do pagamento do pedgio.

No caso de Porto Mau, 97,8% dos entrevistados estariam dispostos a pagar pedgio e 95,6% afirmam que, no caso da existncia da ponte suas viagens teriam uma freqncia maior. Em Porto Xavier a inteno dos usurios semelhante, pois 91,9% dos entrevistados estariam dispostos a pagar pedgio e 94,2% afirmam que suas viagens teriam uma freqncia maior no caso da existncia da ponte.

Outros importantes benefcios aos usurios com a construo das pontes seriam a possibilidade de travessia a qualquer hora do dia ou noite (operao 24 horas), a significativa reduo do tempo de travessia e, ainda, uma melhoria nos aspectos de segurana de pessoas, veculos e cargas.

6.3 Benefcios Sociais e Participao dos Governos:

6.3.1 Empreendimentos Isolados:

Do ponto de vista social, a implantao de empreendimentos por concesso de obra pblica requer, como premissa fundamental para a realizao efetiva, a participao dos governos com aporte de recursos, seja no apoio para construo ou com incentivos para explorao privada. O modelo de concesso de obras pblicas, vigente em quase todas as atividades econmicas e, principalmente no setor de transportes de ambos os pases, sustenta essa afirmao. Por outro lado, a tributao direta e indireta, tanto na construo como na explorao do empreendimento pressupe o uso de um bem pblico com o ressarcimento pelo Estado dos gastos oportunizados pelo apoio concedido.

Os benefcios derivados da construo da ponte, bem como os efeitos positivos aps sua entrada em operao transcendem aos benefcios aos usurios. Dessa forma, tanto a comunidade regional, como os estados e os pases, obtm, por conseqncia, vantagens com o empreendimento, seja atravs da integrao econmica diretamente, ou na ampliao das correntes comerciais com outras regies atravs do aumento das exportaes e importaes de bens e servios.

Assim, recomendar-se-ia a participao dos governos com o valor de US$ 4,3 milhes para a Ponte Alba Posse Porto Mau e, no caso da Ponte Porto Xavier San Javier, o aporte deveria ser de US$ 14,8 milhes, o que corresponde a 27% e 72%, respectivamente, do total de investimentos estimados para as pontes isoladamente.

Quanto participao de cada pas, esta deveria ser na proporo de 50%, ou seja, no caso da Ponte Alba Posse Porto Mau, cada pas paraticiparia com US$ 2,1 milhes e, no caso da Ponte Porto Xavier San Javier, cada pas participaria com US$ 7,4 milhes. Esta participao corresponderia a elevar a TIRda hiptese mais pessimista de investimento bsico ao patamar de 18% ao ano em ambos os empreendimentos, conforme resumo das simulaes no quadro a seguir.

6.3.2 Concesso conjunta:

Dados os resultados os empreendimentos vistos isoladamente, seria natural supor que a juno das duas pontes, simplesmente, no apresentaria tambm resultados satisfatrios no nvel de pr-viabilidade econmico-financeira se encarada como empreendimentos totalmente privados.

Nesse caso, com o estabelecimento de parmetros que permitisse os aportes de recursos pelos Governos, de tal forma que proporcionassem uma TIR mnima de 18% ao ano, poderia representar uma soluo alternativa, cuja simulao toma como base de anlise trs seqncias construtivas, a saber:

a) construo simultnea em dois anos (hiptese de resoluo imediata das ligaes);

b) construo seqencial em quatro anos, iniciada por Alba Posse-Porto Mau que entraria em operao ao final do segundo ano. (hiptese de melhor soluo sob o ponto de vista de construo);

c) incio da construo de Porto Xavier-San Javier no ano 5, ou seja, no incio do terceiro ano de operao de Alba PossePorto Mau. (hiptese de minimizao de aportes iniciais)

Com base na hiptese mais pessimista de investimento bsico, os resultados obtidos so os seguintes: